quinta-feira, 4 de março de 2010


Nunca me deixe só.

Oprtunidades perdidas, é isso. Toda dor deveria ser resumida a ''oportunidade perdida'', em algum momento você perdeu sua chance, demorou pra escolher a blusa e perdeu o ônibus que transportava o amor da sua vida, perdeu muito tempo com a pessoa errada e deixou de ver que aquele amigo ''chato, intrometido, curioso'' só queria teu bem, só queria te amar, não dar ''bom dia!'' para aquela vizinha nova, pode ter custar uma grande amizade, mas é isso que fazemos, deixamos pra lá aquilo que nos dá insegurança, ou até mesmo deixamos pra lá porque temos preguiça, é.
Sinto que sou falha em tantos aspectos, tantas coisas que perdi por bobagem, pode medo, mas não dá pra fazer nada, é sempre assim, foi sempre assim. Hoje, perdi a minha outra ponta da corda, a que me mantinha equilibrada .. e não sei se quero fazer algo pra mudar isso, não sei se sou corajosa o suficiente. É um ciclo, erros, arrependimentos, acertos, percas, não posso fazer nada pra mudar, mas espera, eu tô falando da MINHA vida, eu posso sim mudá-la, posso fazer com que as coisas voltem a ser ''equilibradas'' posso ser a menina da vida ''perfeita'' pra sociedade, mas dai eu vou negar minhas emoções, minhas dores.. vou negar o que eu sinto.
Sou tão contraditória, nunca disse que queria viver com dor, mas também não faço por onde pará-las, é tenso (rs). Não sei mais nem o que escrevi ali na primeira linha[...]
2

2 comentários:

Thiago disse...

Belissimos textos...vou mandar pro jornal Diario do Nordeste. Vai escrever colunas lá!!

=)

historidor disse...

Nao sabiia q minha amigona escreia tao beem !
show de bola o texto, nada de diario do nordeste, e sim o The new york times !

\o/

Ramom

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t