domingo, 16 de outubro de 2011


Espero

 É incrível como quase tudo que nós acreditamos que não ia acontecer, acontece. Eu, por muito tempo, acreditei que não seria capaz de esqucê-lo, que nunca mais cruzaria aquela avenida porque eu sabia que era o caminho para sua casa, acreditei que nunca iria conseguir te olhar sem os meus pés não sentirem mais o chão, que nunca poderia sentir o teu cheiro em outra pessoa, que nunca mais seria capaz de me desligar do mundo só lembrando de um sorriso. E veja só, todo esse tempo passou e já consigo fazer tudo que acreditei que não faria.
 Hoje já sei sorrir pra alguém que quer me proteger, já aceito que mexam no meu cabelo mesmo sabendo que ninguém o fará melhor que você. Já cruzei a rua da sua casa várias vezes e o próximo passo será conseguir passar lá sem notar que é a sua rua e eu vou conseguir, sei que vou. Já consigo sorrir ao imaginar que posso mesmo estar apaixonada por outra pessoa e, o mais incrível, essa outra pessoa não tem pressa, me toca com calma, me espera com carinho, parece querer me fazer feliz na hora certa. E eu já espero essa hora, espero a hora de poder ser de mais alguém e não ser mais sua.
2